Uniflores Blog
Cuidados com FloresCuidando de Orquídeas Mês a Mês
Orquídeas para o Brasil

Cuidando de Orquídeas Mês a Mês


Orquídeas Mês a Mês (parte 1)
(adaptado de reportagem da Revista Natureza por Augusto Aki – flores@negocioscomflores.com.br)

Não é difícil ter belas orquídeas floridas o ano inteiro. Existem espécies diferentes que desabrocham todo mês, de janeiro a dezembro. Experimente o prazer de cultivar e admirar estas preciosidades.

Para dar inicio a este prazeroso hobby, você pode obter informações com botânicos, orquidófilos ou ainda por meio de literatura, que é das mais vastas da área de jardinagem. Não há uma receita infalível que garanta o sucesso do cultivo de uma orquídea. Mas algumas dicas possibilitam que estas maravilhas da natureza cresçam mais saudáveis e vistosas. Tão logo você comece a perceber as características e preferências de cada uma, verá que sua dedicação será recompensada com floradas exuberantes.

As orquídeas fazem parte de uma família que abrange cerca de 25 mil variedades, sendo a Cattleya, que reúne muitas espécies encontradas no Brasil, um dos gêneros mais cultivados no mundo inteiro. O Catasetum também é um gênero numeroso e chama muito a atenção por suas flores bizarras, mas não é facilmente encontrado no comercio. Normalmente são os colecionadores e orquidófilos que as cultivam.

A espécie Purpurata, do gênero Laelia, também muito popular no Brasil, reúne em torno de 10 espécies classificadas mundialmente, até porque a maioria delas é encontrada aqui. Algumas plantas do gênero Vanda, Epidendrum e Miltônia também crescem no País, bem como os conhecidos asiáticos Cymbium, Coelogyne, Phalaenopsis, Dendrobium, Paphiopedilum e o sul-americano Oncidium. A seguir, você vai saber algumas espécies que florescem em cada mês do ano.

FEVEREIRO
Cattleya Harrisoniae

Origem- Brasil, São Paulo, Rio de Janeiro.

Características- tem inflorescência ereta com até 6 flores de cerca de 10 centímetros. A planta mede de 30 a 40 centímetros de altura e suas flores apresentam um lilás escuro, que as diferenciam de sua irmã gêmea a Cattleya Loddigesii, de florescimento em julho. A maior diferença entre as duas é que a Harrisoniae mostra um colorido amarelo-ouro no labelo, próximo da junção com as pétalas.

Dicas de cultivo

Plantio – epífita, gosta mesmo é de ficar enraizada em troncos de árvores ou em vasos de barro ou de xaxim.
Solo – folhas decompostas e xaxim macio

Luminosidade – meia-sombra, aprecia local iluminado protegido da incidência direta dos raios de sol das 11 às 3 da tarde.
Regas – constantes no início do desenvolvimento da muda. Depois, sempre que o solo estiver seco e 1 vez por quinzena nos meses mais frios.
Adubação – pulverização quinzenal com NPK 10-10-10-, utilizando a quantidade recomendada pelo fabricante. Dois meses antes do período da floração é recomendado usar NPK 4-14-8.

Quer saber mais sobre manuseio e conservação de flores em sua casa? Peça informações sobre o CDroom – conservação de flores em casa.augustoaki@dglnet.com.br

Quer saber sobre venda de orquides? Visite www.negocioscomflores.com.br e veja o DVD – Orquideas no varejo

Veja na Uniflores as mais lindas opções para presentear com orquídeas em todo Brasil. Entregas em até 3 horas para todas as cidades atendidas!

Augusto Aki - Artista Floral

Orquídeas Mês a Mês – parte 2


29 de Fevereiro, 2008 | Autor: Augusto Aki |

(adaptado de reportagem da Revista Natureza por Augusto Aki – flores@negocioscomflores.com.br

Não é difícil ter belas orquídeas floridas o ano inteiro. Existem espécies diferentes que desabrocham todo mês, de janeiro a dezembro. Experimente o prazer de cultivar e admirar estas preciosidades. Para dar inicio a este prazeroso hobby, você pode obter informações com botânicos, orquidófilos ou ainda por meio de literatura, que é das mais vastas da área de jardinagem. Não há uma receita infalível que garanta o sucesso do cultivo de uma orquídea.

Mas algumas dicas possibilitam que estas maravilhas da natureza cresçam mais saudáveis e vistosas. Tão logo você comece a perceber as características e preferências de cada uma, verá que sua dedicação será recompensada com floradas exuberantes. As orquídeas fazem parte de uma família que abrange cerca de 25 mil variedades, sendo a Cattleya, que reúne muitas espécies encontradas no Brasil, um dos gêneros mais cultivados no mundo inteiro. O Catasetum também é um gênero numeroso e chama muito a atenção por suas flores bizarras, mas não é facilmente encontrado no comercio. Normalmente são os colecionadores e orquidófilos que as cultivam.

A espécie Purpurata, do gênero Laelia, também muito popular no Brasil, reúne em torno de 10 espécies classificadas mundialmente, até porque a maioria delas é encontrada aqui. Algumas plantas do gênero Vanda, Epidendrum e Miltônia também crescem no País, bem como os conhecidos asiáticos Cymbium, Coelogyne, Phalaenopsis, Dendrobium, Paphiopedilum e o sul-americano Oncidium. A seguir, você vai saber algumas espécies que florescem em cada mês do ano. Março As águas de março não são muito bem-vindas para a Cattleya Labiata, no popular rainha-das-selvas.Nem para a Cattleya bicolor, que também floresce nesta mesmo época. Elas não gostam de solo encharcado e umidade constante, mas sim de locais arejados.  Cattleya Labiata Ela é admirável e, sem dúvida, a mais bela flor de nossas matas. Trata-se da rainha-das-selvas do Norte do Brasil´´, no dizer do botânico Frederico Carlos Hoene, fundador do Jardim Botânico do estado de São Paulo. Origem – Brasil; Alagoas, Pernambuco, Paraíba,Ceará e Maranhão. Características – suas variedades chegam em torno de 320 só no Brasil, mas são cultivadas em todo o mundo. Epífita (vive sobre as árvores), robusta e muito resistente à seca,A espécie Labiata chega a atingir até 30 cm. Seu cultivo é bastante fácil e sua identificação também, especialmente por ser o formato do labelo semelhante a uma corneta. As sépalas e pétalas podem surgir em tons de rosa e lilás, sendo carregadas por hastes floreais com cerca de 6 flores no mesmo cacho.

Há muitas variedades do gênero que florescem de janeiro a dezembro. Dicas de cultivo Plantio – como é epífita, prefere ser cultivada sobre os galhos de uma árvore, mas se desenvolve também em casos de barro com perfurações.Solo – xaxim desfibrado ou em cubinhos.Clima – adapta-se tanto em regiões de clima frio quanto nas de clima quente, mas deve ser protegida de ventos fortes.Luminosidade – Meia-sombra. (não suporta sol direto entre 10 e 17 horas). Quando plantada dentro de casa, deve estar próxima da janela, mas protegida por uma cortina.Regas – constantes no início do desenvolvimento da muda. Depois, sempre que o solo estiver seco e comento um vez por quinzena nos meses mais frios.Adubação – pulverização quinzenal com NPK 10-10-10, utilizando a quantidade recomendada pelo fabricante. Dois meses antes do período da floração é recomendado usar NPK na Fórmula 4-14-8. Quer saber mais sobre manuseio e conservação de flores em sua casa? Peça informações sobre o CDroom – conservação de flores em casa.augustoaki@dglnet.com.br  

Veja mais dicas para cuidar de orquídeas!

Quer saber sobre venda de orquideas? Visite www.negocioscomflores.com.br e veja o DVD – Orquideas no varejo

Augusto Aki-Colunista Floral

Augusto Aki

Post a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Uniflores Floricultura Online

Blog da Uniflores. O espaço com dicas, informações e curiosidades sobre o maravilhoso mundo das flores da sua melhor floricultura online.

CEO, Uniflores.com