Orquídeas para o Brasil

Cuidando de Orquídeas Mês a Mês


Orquídeas Mês a Mês (parte 1)
(adaptado de reportagem da Revista Natureza por Augusto Aki – flores@negocioscomflores.com.br)

Não é difícil ter belas orquídeas floridas o ano inteiro. Existem espécies diferentes que desabrocham todo mês, de janeiro a dezembro. Experimente o prazer de cultivar e admirar estas preciosidades.

Para dar inicio a este prazeroso hobby, você pode obter informações com botânicos, orquidófilos ou ainda por meio de literatura, que é das mais vastas da área de jardinagem. Não há uma receita infalível que garanta o sucesso do cultivo de uma orquídea. Mas algumas dicas possibilitam que estas maravilhas da natureza cresçam mais saudáveis e vistosas. Tão logo você comece a perceber as características e preferências de cada uma, verá que sua dedicação será recompensada com floradas exuberantes.

As orquídeas fazem parte de uma família que abrange cerca de 25 mil variedades, sendo a Cattleya, que reúne muitas espécies encontradas no Brasil, um dos gêneros mais cultivados no mundo inteiro. O Catasetum também é um gênero numeroso e chama muito a atenção por suas flores bizarras, mas não é facilmente encontrado no comercio. Normalmente são os colecionadores e orquidófilos que as cultivam.

A espécie Purpurata, do gênero Laelia, também muito popular no Brasil, reúne em torno de 10 espécies classificadas mundialmente, até porque a maioria delas é encontrada aqui. Algumas plantas do gênero Vanda, Epidendrum e Miltônia também crescem no País, bem como os conhecidos asiáticos Cymbium, Coelogyne, Phalaenopsis, Dendrobium, Paphiopedilum e o sul-americano Oncidium. A seguir, você vai saber algumas espécies que florescem em cada mês do ano.

FEVEREIRO
Cattleya Harrisoniae

Origem- Brasil, São Paulo, Rio de Janeiro.

Características- tem inflorescência ereta com até 6 flores de cerca de 10 centímetros. A planta mede de 30 a 40 centímetros de altura e suas flores apresentam um lilás escuro, que as diferenciam de sua irmã gêmea a Cattleya Loddigesii, de florescimento em julho. A maior diferença entre as duas é que a Harrisoniae mostra um colorido amarelo-ouro no labelo, próximo da junção com as pétalas.

Dicas de cultivo

Plantio – epífita, gosta mesmo é de ficar enraizada em troncos de árvores ou em vasos de barro ou de xaxim.
Solo – folhas decompostas e xaxim macio

Luminosidade – meia-sombra, aprecia local iluminado protegido da incidência direta dos raios de sol das 11 às 3 da tarde.
Regas – constantes no início do desenvolvimento da muda. Depois, sempre que o solo estiver seco e 1 vez por quinzena nos meses mais frios.
Adubação – pulverização quinzenal com NPK 10-10-10-, utilizando a quantidade recomendada pelo fabricante. Dois meses antes do período da floração é recomendado usar NPK 4-14-8.

Quer saber mais sobre manuseio e conservação de flores em sua casa? Peça informações sobre o CDroom – conservação de flores em casa.augustoaki@dglnet.com.br

Quer saber sobre venda de orquides? Visite www.negocioscomflores.com.br e veja o DVD – Orquideas no varejo

Veja na Uniflores as mais lindas opções para presentear com orquídeas em todo Brasil. Entregas em até 3 horas para todas as cidades atendidas!

Augusto Aki - Artista Floral

Orquídeas Mês a Mês – parte 2


29 de Fevereiro, 2008 | Autor: Augusto Aki |

(adaptado de reportagem da Revista Natureza por Augusto Aki – flores@negocioscomflores.com.br

Não é difícil ter belas orquídeas floridas o ano inteiro. Existem espécies diferentes que desabrocham todo mês, de janeiro a dezembro. Experimente o prazer de cultivar e admirar estas preciosidades. Para dar inicio a este prazeroso hobby, você pode obter informações com botânicos, orquidófilos ou ainda por meio de literatura, que é das mais vastas da área de jardinagem. Não há uma receita infalível que garanta o sucesso do cultivo de uma orquídea.

Mas algumas dicas possibilitam que estas maravilhas da natureza cresçam mais saudáveis e vistosas. Tão logo você comece a perceber as características e preferências de cada uma, verá que sua dedicação será recompensada com floradas exuberantes. As orquídeas fazem parte de uma família que abrange cerca de 25 mil variedades, sendo a Cattleya, que reúne muitas espécies encontradas no Brasil, um dos gêneros mais cultivados no mundo inteiro. O Catasetum também é um gênero numeroso e chama muito a atenção por suas flores bizarras, mas não é facilmente encontrado no comercio. Normalmente são os colecionadores e orquidófilos que as cultivam.

A espécie Purpurata, do gênero Laelia, também muito popular no Brasil, reúne em torno de 10 espécies classificadas mundialmente, até porque a maioria delas é encontrada aqui. Algumas plantas do gênero Vanda, Epidendrum e Miltônia também crescem no País, bem como os conhecidos asiáticos Cymbium, Coelogyne, Phalaenopsis, Dendrobium, Paphiopedilum e o sul-americano Oncidium. A seguir, você vai saber algumas espécies que florescem em cada mês do ano. Março As águas de março não são muito bem-vindas para a Cattleya Labiata, no popular rainha-das-selvas.Nem para a Cattleya bicolor, que também floresce nesta mesmo época. Elas não gostam de solo encharcado e umidade constante, mas sim de locais arejados.  Cattleya Labiata Ela é admirável e, sem dúvida, a mais bela flor de nossas matas. Trata-se da rainha-das-selvas do Norte do Brasil´´, no dizer do botânico Frederico Carlos Hoene, fundador do Jardim Botânico do estado de São Paulo. Origem – Brasil; Alagoas, Pernambuco, Paraíba,Ceará e Maranhão. Características – suas variedades chegam em torno de 320 só no Brasil, mas são cultivadas em todo o mundo. Epífita (vive sobre as árvores), robusta e muito resistente à seca,A espécie Labiata chega a atingir até 30 cm. Seu cultivo é bastante fácil e sua identificação também, especialmente por ser o formato do labelo semelhante a uma corneta. As sépalas e pétalas podem surgir em tons de rosa e lilás, sendo carregadas por hastes floreais com cerca de 6 flores no mesmo cacho.

Há muitas variedades do gênero que florescem de janeiro a dezembro. Dicas de cultivo Plantio – como é epífita, prefere ser cultivada sobre os galhos de uma árvore, mas se desenvolve também em casos de barro com perfurações.Solo – xaxim desfibrado ou em cubinhos.Clima – adapta-se tanto em regiões de clima frio quanto nas de clima quente, mas deve ser protegida de ventos fortes.Luminosidade – Meia-sombra. (não suporta sol direto entre 10 e 17 horas). Quando plantada dentro de casa, deve estar próxima da janela, mas protegida por uma cortina.Regas – constantes no início do desenvolvimento da muda. Depois, sempre que o solo estiver seco e comento um vez por quinzena nos meses mais frios.Adubação – pulverização quinzenal com NPK 10-10-10, utilizando a quantidade recomendada pelo fabricante. Dois meses antes do período da floração é recomendado usar NPK na Fórmula 4-14-8. Quer saber mais sobre manuseio e conservação de flores em sua casa? Peça informações sobre o CDroom – conservação de flores em casa.augustoaki@dglnet.com.br  

Veja mais dicas para cuidar de orquídeas!

Quer saber sobre venda de orquideas? Visite www.negocioscomflores.com.br e veja o DVD – Orquideas no varejo

Augusto Aki-Colunista Floral

Augusto Aki

1 comentário em “Cuidando de Orquídeas Mês a Mês”

  1. Essa orquídea ainda não tenho, até porque, minhas primeiras orquídeas foram Phaleonopsis e, apesar de ter vindo sem flores, não me conformei até encontrar uma maneira de cultivar da maneira certa e fazer elas ficarem floridas sempre.
    Descobri um Guia Completo que me ajudou e muitooo! ❤❤❤ E quero compartilhar também.🥰
    Aprendam como: (92) 991376690.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima